Páginas

sexta-feira, 1 de julho de 2011

About a boy

Hoje me peguei sentindo falta de ti. Foi quando surgiu Nirvana tocando baixinho, e com ela uma enxurrada de lembranças. Deu saudade do teu humor sem graça, da tua falta de jeito pra me beijar, de ti me esperando até tarde só pra dar um oi.

Enquanto Kurt canta sobre uma garota, eu lembro de você tocando guitarra pela webcam e de como desejei você aqui. Como foi estranho nosso começo, meus comentários ridículos pelo Orkut porque eu não sabia o que dizer, as conversas de madrugada pelo MSN, e a expectativa de te encontrar no mundo real. Mais ridículo ainda nosso fim, essa minha insegurança que me faz correr quando vejo uma oportunidade de ser um pouquinho mais feliz. Você chegou perto o suficiente, e então eu fugi.

Ainda espero o celular tocar de madrugada pra ouvir tua musica preferida do Paul Mccartney, te procuro pelos corredores pra fazer de conta que te encontrei por acaso e ainda sorrio boba quando lembro que você gostou de mim. É essa minha ilusão de que eu posso voltar e você vai estar ali, com aquele sorriso irônico enquanto me chama no diminutivo, e dizendo que estava esperando por mim.

2 comentários:

cecilia disse...

É doce ler e lembrar também que existe amores que são pra sempre. Que não importa se houve brigas, mas o que importa é que aquilo aconteceu, que foi bom e que infelizmente acabou essa nostalgia vai voltar quase todos os dias.
Tay fico feliz de te ver que voltou (:
Beijos e ótima semana
P.s: Adoro Nirvana

Karine Brandt disse...

Ainda espero nossa música, ainda espero te encontrar no corredor, espero ouvir sua voz que já está tão velha aos meus ouvidos. De sentir seu perfume que já não reconheço mais. De ver seu olhar, e principalmente seu sorriso...

Ah o amor! Fica pregando peças na gente. Não aproveitamos na hora, e depois ficamos a espera de uma nova chance, de um novo encontro casual num corredor qualquer...e isso é tão ruim, esperar e esperar, doe tanto, mas quando acontece dá uma alegria tão boba e tosca ao mesmo tempo que você só sente vontade de rir hehehe, mas dae ele passa e a vida continua...