Páginas

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Meu melhor amor


As coisas começaram assim, sem querer. Ele sentava na classe a minha frente, mal conversávamos, até que um trabalho fatídico de história nos colocou no mesmo grupo. A amizade nasceu ali, entre livros e folhas de caderno. Não era mais possível nos separar. Ele sabia todos os meus segredos, ia comigo a todas as festas. Era ele quem atendia o telefone as 3 horas da manhã quando o sono não vinha e eu não conseguia parar de pensar em todos os meus problemas. Era ele quem secava minhas lágrimas e quem em fazia rir nas horas mais impróprias. Minhas manhãs se iluminavam com a companhia daquele garoto, os finais de semana só tinham graça se fossem com ele. A sua presença era tão essencial em minha vida que nem percebi que o sentimento aos poucos mudava de rumo. Aquele amor fraternal foi dando espaço a um outro, até certo tempo atrás desconhecido, mas que inundava cada vez mais meus pensamentos. Como compartilhar minhas duvidas se ele era meu confidente e ao mesmo tempo a razão das minhas confidências? Como saber se todos os carinhos e olhares eram correspondidos com a mesma intensidade, pelo mesmo motivo? Meu melhor amigo se tornava meu amor, ou apenas mais uma fantasia da minha mente sonhadora. E assim os dias se arrastavam, minhas duvidas consumindo meu coração e nossa amizade. O ciúme aumentava, eu lia as entrelinhas de cada frase que saia de sua boca, queria tê-lo cada vez mais para mim, só pra mim... Ele percebeu a mudança, seria impossível não perceber, depois de tanto tempo ele me conhecia melhor que eu própria. Não foi uma pergunta direta, ele apenas se sentou ao meu lado, pegou de leve a minha mão e falou casualmente que algo me incomodava, que eu podia confiar nele. Eu mal conseguia olhar nos seus olhos, aqueles olhos claros que naquele momento me deixavam sem ar, não saiam palavras de minha boca, mas mesmo assim ele compreendeu. Foi tão sutil que eu mal percebi quando seus lábios aproximaram-se dos meus, o nosso primeiro beijo foi mágico, tão intenso como eu nunca pensei. Minhas duvidas acabaram-se ali, sempre ouvi que amizade e amor estão a apenas um beijo de distância, e naquele diz descobri que sim. Meu melhor amigo é meu mais lindo amor, meu amor é meu mais fiel amigo.

3 comentários:

Amanda vieira, disse...

texto incrivel :)
to usando este blog agora :
Luacresceente.blogspot.com
o outro deu problema, me segue ?
beijos

Ágatha Alves disse...

nossa flor que lindo.
eu nunca tive isso, nunca senti isso pro um amigo, vejo historias assim e fico pensando qale seria a sensação..
Beijos

cecilia disse...

Eu estou pasando por uma momento assim,é meu chato,pois sem querer mudei totalmente meu jeito com ele e acho que ele está notando isso.
Mas espero ter um final assim como este que vc escreveu,mas se não acontecer espero que pelo menos tenha um final bom!

bjão